Background

A arte de Ernesto Neto é uma experiência que gera associações com o corpo e com alguma coisa orgânica. Ele descreve sua obra como uma exploração e uma representação da paisagem interna do organismo. É importante para Neto que o telespectador interaja ativamente e fisicamente com seu trabalho, seja tocando, cheirando ou sentindo. Em algumas obras, os amontoados de temperos são dispostos no chão enquanto as extremidades dos tubos de tecido são amarradas no teto, gerando a verticalidade das esculturas e também uma interação com o espaço expositivo. As esculturas apresentam alusões ao corpo humano, no tecido que se assemelha à epiderme e nas formas sinuosas que se estabelecem no espaço[1].
Os títulos dos trabalhos reiteram a intenção do artista de situar o corpo humano na centralidade de sua obra: O Céu É a Anatomia do Meu Corpo ou Acontece na Fricção dos Corpos (ambas de 1998). Algumas questões são constantes desde o início da carreira de Ernesto Neto: problemas de peso e resistência dos materiais, corpos com elasticidade que se sustentam sob pressão, organismos tratados como fluxo permanente de transformação[2]. Manuseáveis, eróticos e fluidos, esses objetos masculinos/femininos prolongavam-se no espaço, em estados móveis e aleatórios, como corpos ativos que distendesse sua ‘pele’. Na época, o artista falou desses objetos como forma de sentir sua ‘própria pele’ no trabalho, como se eles, ao se reproduzirem e se multiplicarem, fossem uma extensão sua – ‘pedaços de mim que proliferam’.
Planches Degoutables VI
Aquarela
30 x 42 cm - 2007

video

Este vídeo, editado por Fernando de La Rocque, é uma sequência de fotos de Rodrigo Méxas e música de Frank Albraz (BluesDog, 2008). O osso temporal humano foi contextualizado em arte, através de técnicas contemporâneas de iluminação/transiluminação, desenvolvidas pelo grupo "Anatomia das Paixões", de forma inovadora. Uma das partes do vídeo revela a forma de um dragão de ouro, e a composição sequencial sugere movimento, como um stop-motion. Essas são apenas algumas das dezenas de fotos capturadas em alta resolução, futuramente disponíveis em nossa webpage, para consulta, e para aquisição tanto por educadores quanto por colecionadores, já que os objetos-frutos dessa realização, são didáticos e ao mesmo tempo belos, desvendando esse olhar cada vez mais voltado para o Homem e sua complexa máquina.